Skip to main content

Turista de primeira viagem – Parte 1

Você é um turitsta de primeira viagem? Esse post é destinado às pessoas que nunca realizaram uma viagem internacional e que não falam inglês.

É comum ter aquele friozinho na barriga, principalmente quando não se fala a língua do país que você estará visitando. São tantas as dúvidas e receios que envolvem os preparativos da viagem. Receio de precisar de algo e não conseguir se comunicar, de como se portar na imigração, do que levar na bagagem, do que comprar, efim…

Durante os próximos meses, estarei postando uma sequência, intitulada “Marinheiro de primeira viagem”, onde estarei esclarecendo todas essas dúvidas e muito mais. Essa é apenas a primeira parte, muito mais vem pela frente! Espero sinceramente que seja proveitoso.

O que levar?

Aconselho a trazer pouquíssima coisa, pois EUA é considerado o país do consumismo, e a tentação de compras atinge até mesmo os mais conservadores. Traga somente o suficiente, assim você terá mais espaço na mala para levar mercadorias para o Brasil. O clima de Chicago é muito vulnerável, portanto se você está vindo na primavera ou no outono, traga roupas de verã0 e de inverno. Durante essas duas estações é muito comum sair de shorts de camiseta em um dia, e no dia seguinte de casaco e calça jeans. Aconselho a checar a previsão do tempo no weather.com antes você viajar.

Saúde

Se você está vindo no inverno ou na primavera, aconselho a tomar vitamina C uma semana antes da viagem. No inverno, devida a mudança drástica em menos de 24 horas – do verão do Brasil para o inverno de Chicago. Na primavera, por causa do polén que as flores soltam. E quando se viaja entre países com clima diferente é sempre bom se prevenir, pois ninguém quer ficar doente durante a viagem, não é mesmo?

Devo comprar malas para viajar?

Malas nos Estados Unidos, costumam ser mais em conta do que no Brasil. Portanto, traga apenas uma mala simples , de preferência, aquela que você está querendo se livrar. Pois se você entrar no clima de compras, você precisará de qualquer jeito de uma mala extra para o seu retorno ao Brasil.

Cartão de crédito

Praticamente todos os lugares em aceitam cartão de crédito da bandeira Visa e Mastercard, desde o restaurante mais simples, à cafeteria. Muitas das vezes sai mais em conta usar o cartão de crédito, pois a taxa de câmbio é menor do que a que as casas de câmbio cobram (confira as taxas com o seu banco). Mas o lado ruim é que se o seu cartão ficar bloqueado, você acabará ficando sem grana. A minha recomendação é que você ligue para a cia do seu cartão de crédito antes da viagem para avisar que você estará viajando para fora do país. Ás vezes, quando o banco vê transação fora do país ele acaba bloqueando o cartão achando que o mesmo foi roubado ou clonado. E eles só desbloqueiam depois de receber uma ligação do titular do cartão, e se você ligar do exterior, a cia do cartão irá pedir para você enviar documentos via fax para comprovar que você é o titular do cartão. E essa é uma dor de cabeça que definitivamente deve ser evitada.

Devo levar dólares?

Mesmo que você resolva realizar a maioria das suas compras no cartão, ainda sim, você precisará de dinheiro para pagar certas gorjetas, táxi, e emergências no caso do seu cartão ser bloqueado. A troca pode ser feita em casas de câmbios, ou no Bano do Brasil. A melhor taxa de câmbio costuma ser do Banco do Brasil, mas o banco oferece opção apenas para correntistas. Caso, você não consiga fazer a troca do dinheiro no Brasil, não se preocupe, pois a mesma poderá ser feita no O’hare -aeroporto de Chicago, no entanto a taxa de câmbio costuma ser maior.

Se você gostou do post acima, deixe o seu comentário,

ou sugestão para ajudar na melhoria do blog.

 

É primavera em Chicago Artigo anterior Millennium Park Artigo seguinte