Inverno em Chicago

Inverno em Chicago - Millenium ParkEstamos atualmente no mês mais frio do ano (Fevereiro) , onde é comum ver o termômetro marcando temperaturas entre 0 a -15 graus, e em alguns casos com sensação térmica de -30. Mas diferente do que muitos pensam, mesmo durante o inverno, é possível aproveitar a atrações de Chicago. O inverno ameaça, mas não impede que as pessoas conheçam as belezas da cidade.

Eu costumo dizer que Chicago é na verdade duas cidades em uma só. Ou seja, a Chicago que conhecemos no verão é totalmente diferente da Chicago que conhecemos durante o inverno. Duas cidades distintas, cada uma com sua beleza em particular. Por exemplo, parte das atrações que costumam lotar no verão estão fechadas no inverno, no entanto é possível fazer atividades de inverno que não temos durante os dias de calor.

Eu diria talvez que no verão, Chicago possui um número maior de atividades, mas no inverno é possível encontrar mais atividades que sejam diferentes ou até mesmo novidade para os Brasileiros. A neve em si é algo diferente para nós Brasileiros, mesmo depois de anos morando em Chicago, a neve ainda continua sendo sempre uma novidade pra mim. Além disso, no inverno é possível patinar no gelo ao ar livre, assistir apresentações gratuitas de danças no gelo, shows de escultura no gelo, brincar na neve, entre outras atividade, os restaurantes ficam mais badalados, etc. Por isso eu sempre digo, existe uma Chicago para cada tipo de turista.

Com certo conhecimento da cidade é possível conhecer praticamente toda Chicago sem ficar exposto ao frio. Nessas últimas semanas tenho realizado trabalho de guia com turistas que estão de passagem por Chicago, e boa parte das caminhadas estão sendo realizadas em passagens subterrâneas, ou aéreas aquecidas que interligam prédios, e os Brasileiros tem gostado da experiência, pois é algo totalmente diferente para nós. No entanto, durante o inverno é necessário estratégia para conhecer a cidade, saber quais os locais que se devem evitar pela manhã, aprender a assistir as nuvens, etc. Semana passada, por exemplo, estava indo para um determinado local com um grupo de turistas, mas o tempo de repente abriu, resolvi mudar a rota para o Willis Tower, e eles tiveram como ver a cidade pelo skydeck. Dez minutos depois o tempo estava fechado e ficou assim pelo resto do dia. Um belo exemplo para mostra um típico dia em Chicago, onde o clima muda em questão de minutos.

Semana passada tivemos uma grande nevasca em Chicago, essa nevasca foi na verdade a terceira maior nevasca na história de Chicago, mas diferente de outros destinos nos EUA, Chicago não costuma passar por grandes nevasca. Nova York, por exemplo já teve três grandes nevasca só nesse inverno, enquanto essa foi a primeira nevasca em Chicago. Outro mito, é o de pensar que neve é sinal de frio, pelo contrário os dias ensolarados no inverno são com certeza os dias mais frios do ano, principalmente depois de uma grande nevasca. Nesse mês de Janeiro por exemplo, houve uma grande massa de ar frio cobrindo os EUA, e nevou nos 50 dos 51 Estados Americanos, o único estado que não nevou foi o a Flórida, mas isso não quer dizer que todos os demais estados estavam com temperaturas congelante. Ou seja, durante o inverno seja para onde você for nos EUA, é praticamente impossível fugir da neve, a não ser que você esteja na Flórida 🙂

Evite pegar resfriado andando pelas ruas no inverno, faça um city tour de carro em português. O nosso veículo possui aquecedor de assentos e todo conforto necessário para os dias mais frios do ano.

Clima em Chicago mês a mês Previous Article Cruzeiro no Lago Michigan Next Article